Pós-cirurgia plástica: 7 dicas de alimentação para uma boa recuperação - adrianomedeiros.med.br/

Pós-cirurgia plástica: 7 dicas de alimentação para uma boa recuperação

 

Você fez a tão sonhada cirurgia plástica e agora precisa passar pelo pós-operatório. Seguir as recomendações médicas será fundamental nesse momento para garantir resultados bons e duradouros. Você sabia que determinados alimentos podem contribuir para melhorar a cicatrização e o inchaço? Veja abaixo 7 dicas da nutricionista esportiva e emagrecimento Priscila Castilhos* que vão te ajudar a planejar a dieta ideal após a sua cirurgia:

 

1)Adotar uma alimentação diferenciada promove a recuperação pós-cirurgia

Após a cirurgia nosso corpo está passando por um processo de “estresse metabólico” e um dos fatores que comprometem o quadro de cicatrização e recuperação do paciente é o estado nutricional. Um paciente desnutrido global, por exemplo, ou aquele que não ingere alimentos específicos para uma boa cicatrização, podem ser prejudicados no pós-operatório. A deficiência de um único nutriente pode prejudicar todo o processo de reparação tecidual.

 

2)Proteínas, alimentos ricos em ferro, vitamina C e antioxidantes melhoram a cicatrização da cirurgia plástica

Alimentos que vão ajudar a cicatrização são aqueles que promovem a produção de colágeno. O colágeno é uma substância fundamental para a cicatrização, como as proteínas (carnes magras, suplementos proteicos), alimentos ricos em ferro (carnes magras, gema de ovos, vegetais verdes escuros), alimentos ricos em vitamina C (frutas cítricas) e alimentos com propriedades funcionais, principalmente os que têm ação antioxidante como as berries, frutas vermelhas, gengibre, cúrcuma e alho. Gorduras boas, como abacate, castanhas, castanha do Pará, nozes e todas as oleaginosas também são bons alimentos para esta dieta.

 

3) Alimentos ricos em ferro e ômega 3 ajudam a desinchar e a controlar mais o sangramento

Para melhorar o quadro de sangramento recomendo alimentos ricos em ferro (carnes, principalmente a vermelha e gema de ovos) e alimentos ricos em ômega-3 (peixes e linhaça). Para melhorar o quadro de inchaço, recomendo, antes de tudo, beber bastante água e chás diuréticos como o chá verde, branco, vermelho, hibisco, cavalinha. O ideal é utilizar as folhas secas para o preparo. Limitar o consumo de sódio também contribui para não ocorrer a retenção de líquidos: prefira consumir ervas frescas para tempero, pois a secagem faz com que parte do efeito dos seus componentes bioativos que atuam como antioxidantes e anti-inflamatórios se perca.

 

4) Evite os alimentos que contribuem para a inflamação

Alimentos inflamatórios como doces, açúcar, farinha de trigo, alimentos ricos em gordura saturada, glúten. E alimentos que possam causar um quadro de constipação, mas nesse caso depende de cada paciente, pois é uma questão mais individual. Então o nutricionista deve estudar cada caso.

 

5) Prefira uma dieta pastosa se você fez uma cirurgia facial

Normalmente a consistência dos alimentos ingeridos depois da cirurgia continua sendo sólida – caso da lipoaspiração, abdominoplastia, prótese de silicone, mamoplastia, por exemplo. Mas em casos de cirurgia facial, recomenda-se a consistência pastosa na primeira semana ou enquanto houver a necessidade.

 

6) Alimentação adequada pode favorecer melhores resultados no pós-cirúrgico

O organismo quando bem nutrido favorece a cicatrização mais rápida, e consequentemente a recuperação e alta do paciente são mais ágeis. Uma dieta equilibrada em nutrientes fortalece o sistema imunológico, garante uma ótima cicatrização, atua na formação de colágeno, diminui o edema, previne hemorragias, fortalece os vasos sanguíneos prevenindo hematomas; diminui o risco de trombose e evita a desidratação, além de benefícios como boa saúde, longevidade, controle de peso e bem-estar. Cada pessoa tem as suas necessidades específicas, sendo assim é fundamental o tratamento direcionado e individualizado.

 

7) Alie a dieta aos exercícios físicos

Manter uma alimentação saudável e equilibrada após a cirurgia vai contribuir muito para manter os resultados conquistados com a plástica. Fazer exercícios físicos também é fundamental. Estudos comprovam que fazer exercícios (do tipo aeróbico) depois da cirurgia ajudam a perder peso, reduzir a ingesta alimentar, aumentam a sensibilidade à insulina e diminuem a lipogênese (síntese de ácidos graxos e triglicérides), principalmente no tecido adiposo retroperitoneal.

 

Vale lembrar que exercício físico sem uma dieta equilibrada pode fazer aquela gordurinha perdida na cirurgia voltar! Veja abaixo um checklist dos alimentos saudáveis que não podem faltar na sua dieta pós-cirurgia:

 

  • Carnes magras;
  • Ovos;
  • Leguminosas como lentilha, ervilha e feijão
  • Frutas cítricas e de baixo índice glicêmico** como limão, kiwi, frutas vermelhas, goiaba, melão, pêra, maçã;
  • Oleaginosas como castanha do pará, castanhas de caju, nozes, amêndoas, semente de girassol;
  • Azeite, óleo de coco, óleo de macadâmia, óleo de abacate, linhaça, chia, quinoa, amaranto,
  • Vegetais verde-escuros;
  • Temperos como cúrcuma, canela, pimenta e chás

 

Além dessas dicas, é importante fazer um acompanhamento nutricional com um profissional da áerea deve ser feito, pois a individualidade de cada paciente deve ser preservada.

 

*Formada desde 2008, Priscila Castilhos é especialista em atendimento nutricional personalizado. Custa a página da Priscila no Facebook e Instagram.
**Indicador da velocidade com que o açúcar presente em um alimento alcança a corrente sanguínea)

Comment ( 1 )

Poste seu comentário

×
Fale com a gente!